femeas-que-reproduzem-sem-macho
Categorias:

Fêmeas que se reproduzem sem os machos

Todo mundo sabe que é preciso existir um animal fêmea e outro macho para que o acasalamento gere filhos, não é mesmo?

O ser humano pode até mesmo se “reproduzir” sozinho, afinal, existem algumas soluções modernas para isso.

Uma mulher pode, por exemplo, fazer inseminação artificial, porém, ela definitivamente precisa de um material genético masculino doador para realizar este feito.

Mas existem algumas exceções no reino animal, em que as fêmeas não precisam do esperma para gerar filhotes. Vamos conferir!

Como acontece a reprodução sem o macho?

Trata-se de uma reprodução assexuada feminina, denominada Partenogênese, em que a fêmea produz sozinha todo o material genético necessário para dar vida a outro ser.

Os eventos que desencadeiam a partenogênese não são totalmente compreendidos pela ciência, mas parecem incluir mudanças ambientais.

Estes casos costumam ser raros para essas espécies, pois são necessárias muitas coincidências no processo de desenvolvimento das células para a prole conseguir nascer e viver bem.

Em muitos casos, as células acabam interrompendo o processo justamente por ser um fenômeno não muito comum.

Na verdade, essas fêmeas fazem reprodução sexuada, mas espontaneamente podem acabar gerando seus filhotes sozinhas.

O mais surpreendente deste fato é que as fêmeas podem gerar um macho que pode ser parceiro de acasalamento posteriormente.

Veja a lista das espécies de fêmeas que se reproduzem sozinhas:

1 – Bicho-pau australiano

Para o bicho-pau australiano, o acasalamento pode ser bastante sofrido para a fêmea, não é à toa que muitas delas fogem deste momento produzindo um odor anti-afrodisíaco ou até mesmo golpeando os seus possíveis parceiros, o que acaba gerando um afastamento.

E pode ser por isso que, na natureza, esses animais são capazes de realizar a partenogênese e perpetuar a existência da espécie.

2 – Dragão de Komodo

Este réptil de aparência bastante semelhante ao seu nome, afinal, parece ser um dragão não extinto, já foi visto chocando um ovo com material genético idêntico ao da mãe, sem nenhum adicional genético de um possível pai.

3 – Aranha Goblin

A família de aracnídeo Oonopidae, mais conhecida como aranha goblin, que possuem mais de 1,300 espécies que medem cerca de 1 a 3 milímetros, também fazem reprodução assexuada, afinal, os cientistas nunca encontraram nenhum macho destas espécies.

aranha-reproduzem-sem-macho
(Foto: Egor Kamelev/ Pexels)

4 – Peixe-serra

A descoberta da reprodução assexuada desta espécie é bastante recente para a ciência. Os peixes-serra se tornaram a primeira espécie de vertebrados a se reproduzir por meio de partenogênese sem ser em cativeiro.

Os motivos que levam isso a acontecer não são conhecidos, mas segundo especialistas, isso ocorre devido a diminuição de sua população, sendo esta uma alternativa para evitar sua extinção.

5 – Outros lagartos

Os lagartos entram nesta lista como os animais que mais conseguem se reproduzir sozinhos.

A espécie Cnemidophorus uniparens, por exemplo, é formada apenas por fêmeas, se reproduzindo unicamente por meio da partenogênese. Nesta espécie, cada prole é uma cópia genética igual à de sua mãe.

Além disso, mesmo se reproduzindo de forma assexuada, as fêmeas costumam simular o coito, fazendo com que a ovulação seja maior e mais ovos possam ser colocados.

femeas-que-reproduzem-sem-macho
(Foto: George Lebada/ Pexels)

Referências:

https://theconversation.com/us

https://edition.cnn.com/2021/12/27/world/virgin-births-parthenogenesis-partner-scn/index.html

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.